fbpx
Sobre o FIP

Festival Internacional de Percussão de Curitiba

O FIPCuritiba – Festival Internacional de Percussão de Curitiba é uma ação cultural plurilateral que oferece para comunidade curitibana um diversidade de atividades ligadas a música. Realiza uma produção de alcance local, nacional e internacional através da produção de um festival de música que, além de oferecer atividades como palestras, oficinas, workshops e concertos, realiza ações socioeducacionais voltadas para grupos sociais em condições menos privilegiadas ao desenvolvimento biopsicossocial. Desde sua primeira edição promove projetos artísticos, concertos e atividades educacionais voltados à formação de platéia, a educação musical e ao desenvolvimento amplo da comunidade, de músicos, crianças, jovens e adultos. O FIP Curitiba foca suas ações em dois eixos: o festival internacional de música e as atividades educacionais que o antecedem. Como projeto, é um “locus” de intercâmbio que movimenta o mercado produtivo local, cultural e musical, vislumbrando ampliar o capital econômico, cultural, social e simbólico da cidade de Curitiba. Traz em sua programação artistas, professores, músicos locais e referências da música nacional e internacional, mostrando um panorama da percussão e da música do mundo, em um mosaico que mostra a música orquestral, moderna/contemporânea, latino americana, brasileira, o teatro musical a música afro brasileira e vertentes da música instrumental. O projeto tem trabalhado em parceria com instituições locais, artistas e universidades de todo o mundo, em um intercâmbio necessário à comunidade local.

Histórico

Mesmo sendo um importante polo cultural, a cidade de Curitiba ainda não havia recebido um festival dedicado a percussão. Idealizado por Vina Lacerda, o 1ºFIP Curitiba foi realizado em julho de 2016 num formato composto por cinco dias de atividades. A ideia surgiu a partir do entendimento que, de maneira geral, as pessoas esboçam grande fascínio pelos instrumentos de percussão. O idealizador acredita que o ato de “batucar” seja algo inerente ao ser humano, visceral, ancestral. A primeira edição do Festival foi realizada de 21 a 24 de julho de 2016 e contou com 7 concertos, 7 masterclasses, 2 palestras e 8 atividades de ações de educação para as comunidades das regiões afastadas da cidade.

A segunda edição do FIP Curitiba aconteceu entre os dias 16 e 22 de julho de 2018 e contou com a presença de diversos artistas locais e internacionais. Uma série de concertos, masterclasses, workshops, palestras e atividades de formação de plateia marcaram a edição. O projeto ainda descentralizou as ações do festival em uma série de atividades destinadas as comunidades mais afastadas. Com o advento da pandemia do COVID-19 o FIP acabou por fomentar a produção de uma série de conteúdos musicais, solos e materiais educativos apresentados em lives com os artistas que fizeram parte da terceira e da quarta edição do FIP. A terceira teve 11 dias de duração com duas atrações diárias. Foram 22 lives de formato expositivo (conversas temáticas) mostrando os 20 conteúdos exclusivamente produzidos pelos artistas para o festival. A quarta edição teve 15 dias de duração com 15 conteúdos exclusivos e 15 lives temáticas. Com artistas residentes em 5 países diferentes as edições on-line utilizaram a internet como meio para intensificar o acesso e a democratização das produções, acessadas pela comunidade nacional e internacional através do canal de YouTube do FIP Curitiba

Convidado a participar de diversos festivais de música no Brasil, América Latina, EUA e Europa, Vina Lacerda fala da importância que um evento internacional pode trazer para o cenário cultural de uma cidade. “Além de promover o intercâmbio de artistas e linguagens aos olhos da comunidade, ele favorece o desenvolvimento cultural no contato com o heterogêneo, expandindo a visão de músicos, artistas, pesquisadores, educadores, estudantes e comunidade geral no entendimento das diferentes linguagens existentes na música.

Vídeos

Fique por dentro

Deixe seu email e receba as últimas novidades e notícias sobre o FIP


 

    INGRESSOS